lote_2


implantação


planta piso 0


planta piso 1



planta cobertura





















[lote2, S. Mateus da Calheta, Angra do Heroísmo, 2005.2008]


about this entry


  1. AM 30.9.08

    e que tal umas "palavrinhas" para "contextualizar" os desenhos e as fotografias, joão?

     
  2. AM 30.9.08

    como é a guarda da escada?
    tens uma foto em que se veja melhor o alçado do pátio com o volume "sobre-posto" do primeiro andar?
    a casa não tem soco?
    porque é que reveste o primeiro piso?
    (não devia ser o contrário?...)
    why... stop making sense?...
    não podes esganar o gajo, melhor, os gajos todos, dos arcade fire?

     
  3. AM 30.9.08

    mais perguntas parvas
    a planta do loteamento está "bem" orientada (para o norte)?
    a janela da "zona de refeições" deve funcionar muito bem, mas a janela "simétrica", do outro lado, no quarto (para nordeste?) será que funciona?
    não é, não seria, de forrar a parede que divide a cozinha da zona de refeições e que alinha com volume lá de cima, com o mesmo material?

     
  4. AM 1.10.08

    outro
    podia ter sido engraçado, explorar em secção, um tipo de brincadeiras com a geometria, semelhante à brincadeira da planta
    a cobertura podia arrancar do alçado de entrada (com uma cota "baixa" sobre a garagem) e amarfanhar o volume do piso 1

     
  5. joão amaro correia 1.10.08

    contextualizar dá muito trabalho, não há tempo.
    sim, a planta do loteamento está orientada a norte.

    aracade fire é bom, pá.

    abraço.

     
  6. joão amaro correia 1.10.08

    eu é que estou à espera que tu desanques na coisa.

    j

     
  7. AM 1.10.08

    não há muito para desancar
    por estranho que pareça, gosto :)
    tenha pena de não ter mais "jogo" (mas isso tb o FCP...) em corte

     
  8. joão amaro correia 1.10.08

    ohhhh. eu que fico sempre esperançado de levar quatro secas tuas.
    mas este ano com o reyes e o pablito pode ser que faça uma aquitectura mais de ataque.


    j

     
  9. AM 1.10.08

    vê lá não caias em situação de fora-de-jogo

     
  10. simões 1.10.08

    Como é a guarda da escada é uma boa pergunta.
    Outra boa pergunta é, se uma pessoa não bate com a cabeça quando está no 1º degrau a seguir ao patim ou mesmo no patim.

    O revestimento do volume do piso 1é madeira ou betão? Porquê o revestimento também é uma boa pergunta...Parece que não faz parte do piso 0...os vãos não batem com os de baixo. Os de baixo têem profundidade e os de cima não..(Apesar de não conseguir visualizar correctamente todas a imagens, nomeadamente a do piso 0).

    É uma opinião, nada mais.

    Já agora, parabéns pelo blog, apesar de ser a primeira vez a "postar" sou um frequentador assíduo e gosta bastante do conteudo. Mais uma vez, Parabéns

    Simões

     
  11. AM 2.10.08

    há uma diferença entre o número de degraus antes do patim na planta e nas fotos (gosto mais da solução da planta), mas não parece o suficiente para bater com a tola no tecto porque este vai inclinado...
    o revestimento do piso 1 a-aparece que é em pedra, mas não sei dizer, porque o João tá armado em kota e não acrescenta umas palavrinhas...

     
  12. joão amaro correia 2.10.08

    é pedra. very typical. basalto. feito com sobras lá do vulcão.
    o volume em cima tem a ver com coisas lá da ilha. tais como as chaminés monumentais que irrompem das casas contrastantemente brancas.
    a guarda, seria em béton, mas o cliente assim o não preferiu, siga ferro.
    há muita coisa que poderia contar, dos degraus que não batem e isso, coisas de execução, alterações de último minuto, insuficiências financeiras várias - o subprime também chegou à ilha. a ver vamos.
    e não. não se bate com a tola no tecto. está tudo previsto.

     
  13. joão amaro correia 2.10.08

    é esquisito - difícil - falar dos próprios projectos. i mean it. que dizer?
    que um gajo fica emocionado com a forma como se constrói (construía) lá no sítio? que o volume em pedra seria a solução para articular o programa do cliente, os seus desejos. adequar. adequar.
    há tanta coisa - consciente e inconsciente - contingências e possibilidades.

     
  14. joão amaro correia 2.10.08

    que se foda a "poética".

     
  15. Marta 2.10.08

    Pois é parabéns sôr arquitecto, como uma vez te disse e volto a repetir, cá entre nós, és grande, mas a tua grandiosidade será ainda mais notada entre os notáveis , se é que existem.

    Siza, sim senhor é muito bom, gostei do Iberê Camargo, parece que na arquitectura uns crescem outros melindram-se e encolhem-se, e fazem mais chouriços que arquitectura.

    Mas isso são outras contas que tenho que ajustar.

    Mas de qualquer forma parabéns e não te esqueças dos amigos quando te convidarem para as "conferências" sobretudo se houver jantarinhos e folhadinhos à borla.

    Por falar nisso a maqueta disto ainda está para aí atirada no teu atelier? Vê lá cuida disso que um dia ainda te publicam e não faças como certos artistas de fato e gravata que fazem esquiços depois dos renders para justificar processos de trabalho inexistentes.

     
  16. Lourenço Cordeiro 9.10.08

    Tu é que és o verdadeiro «Zé»: fazes falta à malta.

     
  17. Morgana La Folle 9.10.08

    Encontrei-te outra vez!

    Ainda andas enfeitiçado com a Neve Campbell? Foi nessa altura que te perdi o rasto :)))

    Parabéns pelos trabalhos que tens feito!

     
  18. makau 17.10.08

    oi joão! vim ver tua casa faz tempo mas não havia escrito nada...ainda estou a estudá-la! Achei curioso como se refere à geometria do lote mas logo em seguida o desconstrói todo através de planos e linhas! Muito bonita! parabéns!