about this entry


  1. Anonymous 10.2.09

    Ó JMAC este acontecimento já merecia um texto de pêsames à pós-modernidade "tupperware".
    À glorificação das "embalagens" representativas do poder económico virtual e especulativo. A economia falha, a civilização cai, assim como os ícones do seu poder.
    "Estamos" a passar à História, tudo falhou, a economia especulativa e a "ARQUITECTURA" especulativa. Meus amigos o Rei que ia nú, mas ninguém via está a desfazer-se devido à insolação da dura realidade. Resta que os srs. arquitectos façam como os srs.(que um dia saíram em massa das bolsas de valores com os papéis que já nada valiam dentro dos seus caixotinhos)ganhem juízo e arrumem para o canto os renders virtuais de coisas assépticas sem capacidade para "vestir o corpo".
    Habitemos mais e especulemos menos!

    Marta Sousa Freitas

     
  2. joão amaro correia 10.2.09

    merecia pois, isso e as consequências culturais e arquitectónicas da Crise. (ainda que estejamos no início da dor). mas não há tempo.
    em todo o caso deixo a nota para lerem o artigo da guta moura guedes, de sábado passado, no público: inenarrável; (péssimo e incompreensível português num derramar de lugares comuns sobre a cultura e as significações desta Crise).

     
  3. joão amaro correia 10.2.09

    há acidentes-marcos. este, será um deles.
    começa a ser um pouco trivial esta sensação de estarmos a assistir à História em directo. será a maldição chinesa? ("que vivas tempos interessantes")

    j

     
  4. Anonymous 10.2.09

    Credo ó homem, mas o que te pões tu a ler?
    Sinceramente não deixes queimar a massa cinzenta. Há coisas que estupidificam. Por favor!

    Marta Sousa Freitas

     
  5. Lourenço Cordeiro 10.2.09

    A Guta Moura Guedes é toda ela inenarrável. Quanto à China, o facto de isto ter começado num fogo de artifício mal planeado faz lembrar Jimmy Hendrix afogado no próprio vómito.

     
  6. AM 10.2.09

    é pá, ainda bem que li os comentários antes de linkar a guta! :)

     
  7. Anonymous 11.2.09

    Drama is life with the dull bits cut out. Alfred Hitchcock

     
  8. Pedro Gadanho 12.2.09

    E eu digo que já é tempo de dizer Vive la crise!