2008


[Fundação Iberê Camargo, Álvaro Siza Vieira, Porto Alegre]


about this entry


  1. AM 28.12.08

    e com esta já são duas em que estamos plenamente de acordo :)

     
  2. jraulcaires 29.12.08

    Acho que este projecto é notável, e acho que o Siza tem um percurso exemplar de carreira. Salvo alguns acidentes é um arquitecto coeente que ainda não se vendeu completamente ao mercado. É um artista, apesar da idade que tem continua a surpreender-mos, numa altura em que os nossos arquitectos "conceituados" everedam cada vez mais por estrtégias que lhes podem trazer lucros fáceis, ele lá continua a fazer Aquitectura.

    Também acho que o Carrilho da graça tem uma obra interessante, mas acaba por fazersempre o mesmo projecto - work in progress.

    È um trabalho conceptual, muito construtivista, mais, suprematista, que começou por explorar até ao limite a tensão entre um volume vertical e um volume horizontal.

    Tem um processo de concepção que presssupõe uma hierquia entre as várias escalas de abordagem do projecto. A sua coerência deve-se principalmente a uma espécie de fidelidade a um conceito e a uma metodologia projectual.

    Já o Siza, não deixa de nos surpreender e mexe com a matéria viva.

    Desde sempre, cada projecto é um projecto, e responde a problemas concretos, postos pela Geografia, topologia, condicionates, etc.

    Não para de se renovar.

    E o que é admirável é a forma como ele resolve sempre todos esses assuntos, de forma subtil.

    Não gosto de todos os projectos do Siza, mas gosto da maior parte deles.

    e mesmo dos que n]ao gosto, [e um n]ao gostar apenas parcial.

    Deste projecto, da fundaç]o iber[e camargo, gosto particularmente.

     
  3. simoes 29.12.08

    brutal...

     
  4. Cláudia Oliveira 29.1.09

    ainda não fui mas esta nos planos para este ano! E assim vou conhecer Porto Alegre que não conheço....o Brasil é tão grande!