magazine littéraire


Descubra as diferenças.


about this entry


  1. AM 29.4.08

    não li nenhum
    o que é que contas?

     
  2. joão amaro correia 30.4.08

    o portuguesinho é conversa de café. salazar blah blah blah, 25 de abril blah blah blah, as gajas que comi blah blah blah. o romeno vai ao osso. uma espécie de ontologia dos povos e civilizações.
    desconhecia que este cioran era, no fundo, também uma reflexão sobre a europa - dos povos. e embora assaz anti-cristão (católico) - que aqui na casa não se alinha - dá-nos imensas pistas para um pensamento mais livre sobre o que somos. tanto como indivíduos, como colectivo.
    e mais uma vez se prova que não é possível filosofar em português. escrevamos, então, versos. nisso somos bons.

     
  3. Anonymous 30.4.08

    a malta por cá não ganha nada,....mas também não perde....
    e como somos bons também nos provérbios, mais vale um pássaro na mão do que dois a voar. Enfim...adiante...

     
  4. AM 1.5.08

    obg., João
    esse Gil nunca m'enganou :)
    deve ser uma espécie de Miguel Sousa Tavares da burguesia mais média-alta com pretensões a intelectual...

    o comentário do anonymous recordou-me a letra dos Pós-Modernos dos GNR... o que bem vistas as coisas tem tudo a ver com as tuas etiquetas

     
  5. joão amaro correia 2.5.08

    sou gajo cheio de etiqueta. noblesse oblige.

     
  6. Carlos Medina Ribeiro 14.5.08

    Eu li o livro de José Gil.

    Mas, porventura para minha vergonha, confesso que não aprendi nada, a não ser o uso do verbo "inscrever"...

     
  7. joão amaro correia 14.5.08

    carlos, já somos dois.
    ao lê-lo pensei que estivesse a ouvir uma conversa de café. mas não. aquilo acho que nem para conversar com as miúdas serve. pelo menos as miúdas que interessam.